Buscar

A Arquitetura e Engenharia unidas em prol do cliente

Quando o arquiteto e o engenheiro trabalham juntos, dentro do mesmo escritório, é o cliente quem sai ganhando.


O percurso normal para dar início a uma obra, começa pela contratação de uma empresa para fazer o projeto. Ao final dessa etapa, com o caderno técnico em mãos, vai-se em busca de outras empresas para buscar o melhor orçamento para realização e administração da obra. Esse “corre” é o cliente quem faz sozinho e, a espera entre uma etapa e outra, parece um tempo perdido e ocioso. “Não tem o que fazer, as empresas irão estudar o projeto, provavelmente, visitar o local, o imóvel ou o terreno para elaborar o orçamento e depois, ainda tem a fase de negociação com as empresas para definirem responsabilidades”, explica Fernando Campos, engenheiro da Claassen Arquitetura & Construção.


Segundo o engenheiro, é preciso deixar bem definido quais as responsabilidades da empresa que administra a obra e o que é de responsabilidade do escritório de arquitetura. Caso isso não aconteça, antes do início da obra, podem existir problemas futuros e atrasos no prazo de entrega. “Fica aquele jogo de passar a bola um para o outro, o arquiteto dizendo que é o engenheiro quem tem que fazer e vice-versa, e o cliente, que é leigo e só quer que as coisas aconteçam, não sabe como gerenciar essa relação”, comenta.


Ganho de tempo

No caso de o Arquiteto que faz o projeto e o Engenheiro que administra a obra, trabalharem no mesmo escritório, podem facilitar muito as coisas, na opinião de Fernando Campos. “Na Claassen a gente ganha muito tempo. Toda essa parte de negociação e orçamento com outras empresas já ficou para trás”, disse. De acordo com o engenheiro, isso permite antecipar o início da obra. “Logo que o arquiteto finalizar o projeto e entregar o caderno técnico, no dia seguinte a obra já pode começar”, afirma.


Único responsável

Entre as vantagens de contratar a engenharia e a arquitetura de uma mesma empresa é que nesse tipo de contratação, quando acontece qualquer imprevisto, a responsabilidade recai somente sobre uma empresa, não fica aquele “jogo de empurra-empurra”, como bem define. “No caso de a Arquitetura e a Engenharia trabalharem em conjunto, todo mundo já sabe o que fazer dentro da obra, pois já estão familiarizados com o projeto e já têm o planejamento pronto”, disse.


“Quando iniciamos uma obra, toda a equipe já sabe o que está acontecendo, porque vivenciou toda a elaboração do projeto e, qualquer dúvida que possa surgir é resolvida internamente”, explica. “O setor de obras e o de arquitetura, por fazerem parte da mesma empresa, já têm a comunicação facilitada e isso ajuda muito”, afirma. “A empresa resolve tudo, sem incomodar o cliente, entregando um produto final com muito mais qualidade e, certamente, muito antes do prazo, do que se essa contratação fosse realizada separadamente”, garante o engenheiro.


9 visualizações0 comentário